Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Patrocínio (ACIP), Carlos Apolinário informou à reportagem da Capital FM 107,3 e Dianews.com.br nesta terça-feira, 15 de setembro, a Prefeitura estaria sofrendo uma pressão muito grande para aderir ao Minas Consciente e caso isso ocorra, o município vai ser enquadrado na onda vermelha, onde apenas os serviços essenciais poderiam funcionar por conta da pandemia da COVID-19.

De acordo com Carlos será realizada uma reunião virtual nesta quarta-feira, às 16h com os empresários nos ramos de bares, restaurantes, clubes a academias onde o tema será debatido, uma vez que caso ocorra essa adesão, esses serão os setores a serem afetados diretamente nesse primeiro momento e terão que suspender o funcionamento.

O objetivo da reunião segundo Carlos é buscar formas para que a cidade não entre no Minas Consciente e com isso esses estabelecimentos não sejam prejudicados.

“Existe uma pressão muito grande em cima do nosso pode público para estar entrando no Minas Consciente, tanto da área estadual, quanto a questão jurídica do Ministério Público, mas a gente está conseguindo controlar juntamente com o prefeito de estar mostrando que a realidade da cidade, mas porém a gente precisa ter mais cuidado. Então a gente vai estar falando isso, bem explicado nessa reunião que vamos estar fazendo direto com os empresários”, comentou Carlos.

Para participar da reunião, os associados devem entrar em contato com as ACIP e CDL pelo telefone 3831-5500 ou ramal 3 ou pelo whatsapp (34) 98857 7677.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here