As exportações do agronegócio mineiro seguem aquecidas, com acréscimo de 10% na receita no comparativo de janeiro a agosto de 2020 com o mesmo período do ano passado. As razões que levaram ao bom desempenho estão relacionadas ao aumento da demanda internacional e à alta do dólar. A receita das vendas atingiu US$ 5,7 bilhões, com o embarque de 9 milhões de toneladas.

O agronegócio respondeu por 35% de toda a comercialização externa do estado, e a China permanece como o principal parceiro comercial. As vendas ao país asiático somaram US$ 1,7 bilhão e registraram acréscimo de 30% em relação ao mesmo período de 2019. Os principais produtos importados pelos chineses foram soja, carne bovina, celulose, açúcar e carne de frango.

De acordo com a assessora técnica da Superintendência de Inovação e Economia Agropecuária da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Manoela Teixeira de Oliveira, esse cenário reforça a importância da manutenção da parceria comercial entre Minas Gerais e a China, já que as compras chinesas vêm sendo ampliadas tanto em diversidade de produtos quanto em volume.

AGÊNCIA MINAS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here